24 de mai de 2011


linha d’água num corte de urbe
luminária –
bafejo de noite vazia em pleno
desalento
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

obrigado por suas gotas!